Quem Somos

Mauro Meister

Pastor Titular

Jonatas Miranda

Pastor Auxiliar

A igreja Presbiteriana da Barra Funda

Um relato pessoal do Pr. Mauro Meister

Em 2011 nossa família teve a graça de receber o “nosso” imóvel, um lugar pra “chamar de seu” aqui na terra, sabendo duas coisas: aqui na terra o dono é o banco, mas o dono da terra nos dá nas mãos algumas coisas para desfrutar. Chegava a hora de nos mudar para o bairro da Barra Funda (na verdade, Várzea da Barra Funda, onde nasceu o famoso futebol de várzea). Porém, não foi tudo tão simples! A construtora demorou mais de um ano além do prazo para a entrega. Nesse processo arrumei uma maneira de ajuntar pessoas que tinham adquirido imóvel no mesmo conjunto (400 apartamentos): criei um blog com o nome do condomínio e as pessoas, na mesma situação, começaram a aparecer na página que depois virou uma lista de e-mails. Ali, gente de todas as histórias de vida e origens, discutiam as coisas sobre a sua futura morada e, junto com isto, os problemas de aprender a viver juntos (depois de muitas brigas e desavenças entre vizinhos, a lista acabou).

Nesse período, mês de setembro, já próximos de receber os apartamentos, alguns casais do condomínio resolveram se encontrar para comer uma pizza e se conhecerem. Cinco casais em uma pizzaria de Perdizes, num sábado à noite. Apresentações, explicações, quem somos, o que fazemos… ali no meio, um “alien”, estranho: pastor? Presbi… o quê? Naquela noite, durante a pizza e mediante uma pergunta, nasceu o projeto da congregação da Barra Funda. Uma das mulheres, à mesa, me perguntou: “Mauro, posso um dia ir conhecer a sua igreja? ” Não deu outra, no outro dia, domingo, logo após a escola dominical, estava pronto para fazer o estudo de plantação de uma nova congregação de nossa igreja, Presbiteriana da Lapa. O Evangelho precisava alcançar aquelas pessoas e muitas outras dentre os milhares de pessoas que iriam habitar este bairro nos próximos anos (avalia-se que nos próximos 30 anos a região tenha a maior densidade demográfica da metrópole!). Daí surgiu o lema: uma “nova” cidade, uma nova igreja!

Conversei com as pessoas devidas, a começar de minha esposa e filhos, passando pelas autoridades da igreja. Dia 22 de outubro de 2011 o Conselho da igreja recebeu e passou a estudar o projeto. Dia 19 de novembro, aprovou o projeto que, posteriormente foi apresentado ao PMC e à Igreja Presbiteriana Paulistana, que se tornaria parceira no projeto de plantação.

No dia 26 de fevereiro de 2012 tivemos nosso primeiro culto, na sala de nossa nova casa. Onze pessoas, 3 famílias e um jovem decidiram vir como os missionários da plantação. Outros irmãos sempre nos acompanharam. A primeira série de exposições foi no Sermão do Monte (6 meses!). Neste tempo muitos vieram nos visitar e orar conosco. Pastor Sérgio Menga veio ajuntar-se a nós, enviado pela IPP.

No segundo semestre começamos a nos reunir no Hotel Ibis, que entrou em reforma no final do ano de 2012 e só reabriu em março de 2013, quando voltamos a nos reunir no hotel. Dai em diante, não mais saímos da localidade. Aos poucos foi acrescentando o Senhor os que iam sendo salvos. No momento temos 39 membros, outros em preparação para a membresia e muito trabalho a ser feito.

A missão da IPBF é muito direta: ao caminhar com Jesus, fazer discípulos de todas as nações (começando na Barra Funda), batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que o Senhor ordenou, sabendo que ele está conosco todos os dias até à consumação do século.

A visão e valores, também: perseverar na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Viver em temor e viver a vida comum, com o compromisso que entre nós não haja necessitados. Viver como verdadeiro povo de Deus, partindo o pão de casa em casa e tomar as nossas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto fizermos isto, o Senhor há de acrescentar, dia a dia, os que serão salvos.